Como Descobrir Se Alguém Está Mentindo

Muita gente fala por aí que estamos vivendo a era da pós-verdade, em que o que é real não importa tanto, porém, isso não quer dizer que a gente tenha que gostar de mentiras, não é? Só existe uma coisa pior do que descobrir que alguém está mentindo, não descobrir.

Para evitar que você seja aquela única pessoa enganada, é sempre importante estar atento a todos os sinais que indicam mentiras ou necessidade de que você desconfie.

  • Contato Visual: sempre que você perguntar alguma coisa e a pessoa desviar o olhar na hora de responder, desconfie. Nosso corpo é maravilhoso e sempre dá indícios de quando algo está errado. Piscar demais também pode insinuar uma mentira.

  • Expressão Facial: sabe quando você sente que a pessoa não está realmente sentindo o que está falando? Pode ser por causa de sua expressão facial, que não combina com a declaração que está sendo feita. Quem está tentando te enganar, geralmente mantém a mesma cara o tempo todo. Já quem está sendo sincero tem tendência a mudar mais as expressões.

  • Coceirinhas: só de ler a palavra coceira é super comum sentir alguma parte do corpo coçando, mas exageros podem ser um sinal de alerta. A não ser que a pessoa esteja com alguma alergia, as coceirinhas têm tudo para indicar que a pessoa está tentando se esconder enquanto fala com você.

  • Falar Alto: você já notou que sua voz fica um pouco mais aguda quando está tentando convencer alguém de algo que não é bem verdade? É porque nossas cordas vocais ficam tensas durante uma mentira e podem ser outro sinal importante de que algo está errado.

  • Mãos e Pés: esconder as mãos nos bolsos durante uma conversa não é normal. Mesmo quando está super frio, o mais natural é ficar gesticulando de alguma maneira. Pode ser um indício de nervosismo. Se não tiver certeza, dê uma olhadinha para os pés. Se estiverem em direção à porta, isso pode indicar que a pessoa está preparada para fugir de você rapidamente.

Para encerrar, vale lembrar de outro clássico de qualquer mentiroso, ficar tossindo ou com muito pigarro. Isso acontece porque aumenta a quantidade de muco na garganta quando surge alguma ansiedade ou nervosismo anormal.

Ou seja, se você está desconfiado de alguém, não hesite em analisar todas suas atitudes. Isso pode fazer com que você descubra a verdade.

Top 5 Dicas Para Se Adaptar ao Horário de Verão

O horário de verão pode ser maravilhoso para quem pode curtir mais o fim do dia, mas é péssimo para o organismo. Até a gente entrar no ritmo, precisamos passar por um processo de adaptação.

Para muitas pessoas, isso significa quase perder a hora de manhã, sentir dor de cabeça e uma sensação de estranheza ao decorrer do dia. Por isso, é essencial tentar se adaptar ao máximo já na primeira semana do novo horário.

Confira a seguir 5 dicas que vão ajudar muito nesse processo:

  • Sono: resista ao máximo à ideia de ir dormir no horário de sempre. Por mais que você não esteja com sono, vá pra cama até 2 horas antes do que está acostumado e aproveite para relaxar e esquecer aquela tensão de ‘tenho que dormir antes, tenho que dormir antes’. Em poucos dias, você vai ver que seu relógio biológico vai entrar no ritmo.

  • Vá Devagar: outro ponto importante é não ficar pressionando seu organismo com atividades demais. Respeite a mudança e pegue leve nos exercícios, nas tarefas do dia a dia e também na alimentação. Tente deixar seus dias mais leves.

  • Organização: se você sabe que vai ter que sair correndo pela manhã, deixe tudo pronto na noite anterior. Se quer ter um tempo para tirar um cochilo na hora do almoço, deixe a comida pronta ou semi pronta. Essa organização vai permitir que você tenha mais chance de se sentir confortável com o novo horário.

  • Banho morno: uma das coisas que mais prejudicam o organismo nessa fase é a sensação de que estamos correndo contra o tempo. Para evitar que você durma e permaneça com essa urgência, tome um banho morno antes de ir pra cama. Vai te ajudar a relaxar.

  • Ponto Positivo: foque naquilo que você mais gosta nesse novo horário. Poder aproveitar o sol no fim da tarde para uma caminhada é sempre uma boa ideia. Pense mais no lado bom dessa mudança do que no que te incomoda.

Pode ser que este seja o último ano em que nós brasileiros teremos o horário de verão, então aproveite! Não se deixe levar pelas dificuldades de adaptação e curta a mudança ao máximo.

Alongamento de Cílios

Não existe mulher que não goste de ter cílios grandes e bonitos. É por isso que o Alongamento de Cílios tem feito cada vez mais sucesso nos centros de estética. Mas, será que é um procedimento seguro?

Considerado mais naturais do que os cílios postiços, os alongamentos dividem opiniões. Embora o visual fique muito bonito e sensual, nem sempre é aprovado por médicos oftalmologistas.

Confira a seguir o que você precisa saber antes de alongar seus cílios:

  • Alergia: sentir um certo desconforto durante a colocação dos fios ou logo depois do procedimento é comum, por se tratar de algo novo. No entanto, há casos de alergia severa à cola utilizada no alongamento. Antes de qualquer coisa, é essencial fazer um teste para testar se você não é alérgica ao produto.

  • Conforto: o mais difícil na fase inicial de adaptação é não poder lavar os olhos como estamos acostumados. É preciso lavar com a cabeça abaixada nas primeiras horas, para evitar que a cola tenha contato com os olhos. E mesmo depois, não se pode esfregar a região.

  • Manutenção: ao contrário do que se imagina, os cílios alongados não podem receber máscara. Ou seja, não dá pra usar rímel. Você deve fazer manutenções a cada 20 dias e escolher o tamanho conforme o visual que você deseja.

  • Natural: sabendo escolher um tamanho adequado e utilizando produtos de qualidade, o resultado é absolutamente natural. Por isso, é essencial escolher um profissional com experiência e avaliar com cuidado aquilo que você deseja.

Para quem gosta de mudar o visual e usa maquiagem regularmente, o alongamento de cílios pode garantir uma imagem delicada e sensual sem muito trabalho.

No entanto, se você tem olhos sensíveis e uma tendência a desenvolver alergias, é preciso muito cuidado antes de fazer o alongamento. Pode ser interessante até mesmo consultar um dermatologista antes de tomar a decisão. E, principalmente, não fazer o procedimento imediatamente antes de uma ocasião especial. É melhor fazer uns dias antes para garantir que tudo corra bem.

 

Sal Rosa do Himalaia: Herói ou Vilão?

Assim como na moda, de tempos em tempos surge aquela moda também na dieta. E o grande queridinho do momento é o Sal Rosa do Himalaia. O problema é que este alimento tem sido tão criticado quanto adorado. Afinal, será que é um herói ou vilão da nossa alimentação?

Chamado também de sal gourmet, o sal rosa do himalaia é apontado como uma opção mais saudável ao sal convencional. Entenda melhor os pontos positivos e negativos:

  • Nutrientes: o sal rosa possui cerca de 85 minerais, o que é apontado como seu grande ponto forte, além do fato de não ser refinado. Contudo, tais nutrientes, como cálcio, potássio e ferro, também estão presentes no sal marinho. E outros elementos aparecem em quantidade irrelevantes.

  • Sódio: o excesso de sódio é o grande vilão da nossa alimentação, favorecendo o aumento da pressão arterial, causando inchaço, entre outros. No entando, a quantidade de sódio no sal refinado é de cerca de 400mg, sendo que no sal rosa, está em torno de 350 a 300 mg, diferença muito pequena.

  • Preço: um quilo de sal convencional não passa de R$5, enquanto o sal rosa do himalaia pode custar até mais do que 40 reais. A diferença é muito grande para poucos ou nenhum benefício.

  • Alimentos: tem surgido também alimentos salgados com sal rosa, prometendo ser mais saudáveis. Entretanto, é preciso avaliar os rótulos para analisar se os demais ingredientes também não são refinados e com presença de conservantes. Isso é mais relevante do que o sal.

  • Quantidade: o grande problema da alimentação brasileira não está na qualidade do sal, mas na quantidade utilizada. A Organização Mundial da Saúde recomenda uma quantia de até 10g por dia por pessoa e a maioria das pessoas consome o dobro disso.

Se utilizar o sal rosa do himalaia te faz ter uma melhor consciência do que está colocando no prato, pode considerá-lo um aliado. Agora, se está confiando apenas nele para conquistar mais saúde, é hora de repensar seus hábitos alimentares, já que rosa ou não, apenas o sal não vai fazer milagres.

Outubro Rosa: 10 Dicas Para Prevenir o Câncer de Mama (Parte 2)

A prevenção é a grande intenção do Outubro Rosa. O câncer de mama pode ser curado muito mais facilmente quando descoberto nos estágios iniciais. É por isso que é essencial se prevenir da melhor maneira possível.

Uma das coisas mais importantes para a prevenção é conhecer e ficar atento aos sinais do próprio corpo. Para te ajudar nessa tarefa, seguimos hoje com nossas dicas para prevenir o câncer de mama:

  • Autoexame: nada é mais importante do que examinar as próprias mamas com regularidade. O mais indicado é avaliar os seios entre o quarto e o sexto dias após o fim da menstruação, procurando qualquer sinal de nódulo ou caroço que possa ter aparecido. E se algo estiver diferente, é preciso procurar o médico rapidamente.

  • Remédio: para grupos de risco aumentado, o especialista pode receitar uma medicação específica para tentar reduzir as chances de aparecimento de tumores. Se você se encaixa nesse grupo, procure um médico especializado.

  • Cigarro: pare de fumar já. Não existe meio termo. As substâncias presentes no cigarro favorecem o aparecimento de tumores. Cerca de 30% das pessoas com câncer fumam.

  • Peso: é sempre importante evitar a obesidade, mas após a menopausa, é ainda mais essencial. O excesso de gordura aumenta a produção de estrogênio, o que acaba facilitando o aparecimento de tumores. Tente ao máximo manter seu peso em níveis adequados.

  • Mamografia: além do autoexame, a mamografia é outra maneira de prevenir o câncer e ter um diagnóstico precoce, se for o caso. Para mulheres acima dos 40 anos, é preciso fazer anualmente.

Aproveite o mês de outubro para agendar sua mamografia e mantenha sempre uma agenda disciplinada de autoexame. Isso pode fazer uma imensa diferença na sua vida!