As Doenças Mais Comuns Entre as Mulheres

Doenca MulherMais do que dia de receber e mandar flores, o Dia da Mulher é um dia de consciência. Apesar das comemorações por todo país, a verdade é que a saúde da mulher ainda está longe do ideal, muitas vezes sendo deixada de lado pelo bem da família.

É muito comum ver mães e esposas que se sacrificam e acabam deixando seu bem estar de lado. Colocar os filhos em primeiro lugar não é um erro, o problema é quando essa prioridade é tão absoluta que sinais de doença são ignorados pela mulher. E quando percebidos, pode ser tarde demais.

Confira a seguir uma lista com as 5 doenças mais comuns entre as mulheres e como preveni-las a tempo de buscar ajuda:

  • Acidente Vascular Cerebral (AVC): podendo levar à morte, o AVC costuma ser resultado de uma série de riscos, como  hipertensão, colesterol, tabagismo, diabetes, sedentarismo e obesidade. É preciso controlar estes fatores e tomar cuidado extra com o uso de anticoncepcionais e hormônios.

  • Infarto: antigamente existia o mito de que apenas homens podiam infartar, o que é um grande engano. E o pior é que os sinais de infarto em mulheres podem ser muito discretos, com dor perto do estômago, dor nas costas e suor. É essencial procurar um médico assim que estes sinais aparecerem. As primeiras 6 horas podem salvar a vida da mulher.

  • Câncer de Mama: não existe nada mais importante do que o autoexame e as mamografias regulares, conforme sua idade e histórico familiar. Quando descoberto cedo, o câncer de mama tem até 95% de chance de cura.

  • Câncer de Pulmão: largue o cigarro, simples assim. Até conviver com um fumante pode prejudicar o seu pulmão, e fumar é um grande perigo para sua saúde.

  • Câncer de Útero: o exame de papanicolau, também conhecido como exame preventivo, precisa ser feito anualmente. Podendo ter até 100% de chance de cura, este câncer ainda mata muito no Brasil.

Além destas 5 doenças, vale dizer que infecções continuam sendo também muito cruéis com as mulheres brasileiras. De pneumonia ao vírus da AIDS, a prevenção é sempre o melhor remédio. Por isso, mantenha sua higiene sempre em dia e não hesite em exigir que seu parceiro use proteção durante a relação sexual. Se você não se cuidar, infelizmente é provável que ninguém faça isso por você. Portanto, não se deixe enganar pelas flores e lute por si mesma, sem medo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *