Sobrancelha Realista

Você lembra da época em que as sobrancelhas eram um fiozinho bem fino? Pois é, ainda bem que este período passou e estamos agora no que chamamos de sobrancelha realista. Você anda seguindo essa tendência?

Para quem ainda não se deu conta, basta olhar para os rostos femininos ao redor. As sobrancelhas não estão mais tão padronizadas como costumavam ser. A ideia agora é respeitar o visual mais natural, sem parecer tão podadas.

Confira as dicas para uma sobrancelha real:
  • Formato: existe designer de sobrancelha e profissionais super capacitados para lapidar uma boa sobrancelha, mas uma regra é absoluta. O formato natural da pessoa precisa ser respeitado. Se for mais cheinha, mais caidinha, mais curvada, não importa. O objetivo é manter a personalidade.

  • Espessura: esqueça os símbolos da Nike! A piadinha sobre as sobrancelhas fininhas e curvadíssimas não procede mais. Os fios estão sendo mantidos, priorizando uma espessura mais natural. O que se faz é apenas retirar os excessos.

  • Arco: existem regrinhas para definir a altura do arco da sobrancelha, que levam em consideração o tamanho do nariz, por exemplo. Ainda assim, a tendência é que estes arcos sejam absolutamente realistas, tirando apenas os fios que estão incomodando, nada além. O arco não é mais super alto e destacado.

  • Preenchimento: a henna virou a melhor amiga das sobrancelhas com falhas ou muito clarinhas. Feita por um bom profissional, a tintura em henna pode realçar a cor e deixar o rosto mais harmônico.

  • Fio a Fio: quem cometeu o erro de arrancar fiozinhos demais e eles não cresceram têm a possibilidade de corrigir essa falha com as técnicas fio a fio. Super naturais, os procedimentos ajudam muito as que ficaram ‘carecas’ e querem corrigir os pelos do rosto.

Claro que, vale reforçar, o importante é que você esteja feliz com a sua sobrancelha. As tendências servem como parâmetro de beleza, então se você ainda curte os fios bem aparados, apenas tome cuidado para não ficar muito artificial.

Máscara de Carvão Ativado

Depois da argila, hoje vamos falar sobre os benefícios do carvão para a pele. Mas, calma, nada de correr pegar aquele saco de carvão para churrasco! O que você deve utilizar é o carvão ativado, diferente do utilizado para assar carne.

Muito utilizado em clínicas de procedimentos naturais, o carvão ativado age desintoxicando a pele. Também conhecido como vegetal, este carvão é capaz de absorver substâncias estranhas. Na prática, isso significa que ele tem o poder de retirar sujeiras e impurezas presentes nos nossos poros.

Com esse poder de absorção, o carvão ativado é bastante indicado também para quem sofre com acne. O pó ajuda muito a cicatrizar a pele e também a evitar o crescimento de bactérias, agindo igualmente como um esfoliante natural e seguro.

Veja a seguir uma receitinha simples de como usar o carvão ativado para desintoxicar a pele:

Máscara Negra de Carvão Ativado para Limpeza Profunda 

Ingredientes:
2 cápsulas de carvão vegetal/ativado

2 colheres de sopa de nata ou leite de vaca

meia colher de chá de cola escolar (opcional, para endurecer a máscara mais rapidamente)

1 pacote de gelatina incolor

Modo de Preparo: Misture tudo e leve ao microondas por cerca de 10 segundos. Você também pode preparar em banho maria, até que tudo derreta, formando uma mistura homogênea. Passe em todo o rosto ou apenas no nariz, se quiser retirar cravos. Deixe por cerca de 20 minutos, até que a máscara saia por inteiro.

Talvez você esteja se perguntando onde comprar esse carvão vegetal, mas não se preocupe. É uma substância super simples e não muito cara de se comprar em casas especializadas. Mas nada de inventar moda, o carvão de churrasco não é a mesma coisa e não deve ser colocado no seu rosto, combinado?

O ideal é fazer essa máscara por até 2 vezes na semana, ou uma única vez por semana, caso você também faça máscaras de argila. É sempre importante deixar a pele respirar e manter um pouco da oleosidade natural.

O Que Você Precisa Saber da Sua Manicure

A gente fala muito na beleza da pele, na saúde dos cabelos, nos tratamentos corporais e nem sempre damos a devida atenção para as unhas. E a verdade é que a escolha da sua manicure é tão importante quanto qualquer outro cuidado que você precisa ter.

Embora não pareça, fazer as unhas em um lugar que não seja de confiança pode ser perigoso. Já há algum tempo, as Secretarias de Vigilância Sanitária tem fiscalizado os estabelecimentos rigorosamente, para saber das condições de higiene e preparo dos profissionais. No entanto, como muita gente trabalha por conta, fazendo atendimento domicílio, nem sempre isso é suficiente. Você também precisa fazer a sua parte.

Entenda melhor o que você precisa saber da sua manicure antes de começar a fazer as unhas:

  • Esterilização: até alguns anos atrás, uma estufa simples era considerada suficiente para esterilizar alicates e outros materiais utilizados para fazer a unha, mas agora se sabe que esta limpeza pode não funcionar como deveria. Por isso, é interessante questionar a profissional sobre o uso da autoclave.

  • Alternativa: como a autoclave ainda é um aparelho de alto custo, as manicures tem uma opção alternativa para manter a segurança das clientes, o uso de alicate e materiais exclusivos. Você faz suas unhas com o material que leva/tem em casa ou utiliza os da profissional? Fique atento!

  • Descartáveis: sempre que possível, exija o uso de material descartável para suas unhas, assim, você evita a reutilização de espátulas, palitos, entre outros. Pode parecer frescura, mas isso pode evitar fungos e outras doenças de pele.

  • Máscara e Luvas: essa é mais difícil, o uso de máscara e luvas. São poucas as manicures que utilizam, infelizmente, porém, ajudaria bastante a proteger tanto a cliente quanto a profissional de doenças contagiosas simples.

  • Esmaltes: existe uma infinidade de produtos à disposição para pintar as unhas, por isso, preste muita atenção para ver a qualidade dos esmaltes e também sua validade. A gente esquece que cosmético também tem data de vencimento e isso pode ocasionar uma inflamação, ou algo do tipo.

Cuidar da sua saúde, mesmo que através das unhas, precisa ser sua prioridade sempre. Não tenha medo de ser chata e exigir aquilo que é o seu direito como consumidora!

Sombra em Forma de Coroa Para o Carnaval

Nem todo mundo gosta de se fantasiar para o carnaval, então para não ficar de fora do clima totalmente, uma boa ideia é aproveitar pra caprichar na maquiagem. E a tendência do carnaval 2017 promete ser a sombra de coroa, já viu?

Embora as mulheres estejam gostando cada vez menos de ser chamadas de princesa no sentido ruim da palavra, o lado empoderado da realeza segue em alta. Por isso, colocar uma coroa no rosto pode representar um pouco desse poder.

Como Fazer Sombra de Coroa

Um dos pontos positivos da sombra de coroa é que é super fácil, podendo contar com várias versões, dependendo do seu estilo. Para quem não tem muita habilidade, dá pra fazer um desenho de coroa acima da sobrancelha, num local um pouco mais fácil. O charme será o mesmo, te mantendo no clima carnavalesco.

Já para quem quer a sombra de coroa mesmo, é interessante usar uma sombra mais clarinha, uma mais escura e outra sombra de glitter, lantejoula, paetê, o que você gostar mais.

Comece fazendo um sombreado com as sombras mais claras e escura por cima, esfumando ambas. Depois, use um lápis de olho para moldar mais ou menos a sua coroa. Tem gente que acha mais fácil desenhar com delineador, então veja qual você prefere e treine antes de sair pro bloco.

Depois de pronto o rascunho do desenho, cubra o traçado com uma sombra de glitter, brilho, etc, e complete com cílios postiços daqueles bem grandes ou só com uma máscara de cílios bem poderosa.

Criatividade e Carnaval

O bom do carnaval é que tudo que sua criatividade permitir é bem vindo. Se você não tem uma vibe de surpresa, não hesite em aproveitar a sombra para desenhar outra coisa que te represente melhor. Um arco íris, um unicórnio, uma palavra, um meme. Isso vai fazer uma grande diferença no seu look.

MD Codes: Tendência em Rejuvenescimento

Todo mundo sonha em ter menos rugas, mas são poucos os que tem coragem e dinheiro para uma cirurgia facial. Talvez por isso o MD Codes esteja se popularizando tanto nos últimos meses.

Se você nunca ouviu falar, saiba que o MD Codes é um método criado por um médico brasileiro para substituir um procedimento estético mais invasivo. Traduzido como Códigos Médicos, a técnica vem sendo aperfeiçoada por Maurício de Maia, cirurgião plástico responsável pela promessa de rejuvenescimento sem cortes.

Entenda melhor como funciona o MD Codes e o que ele pode fazer pela sua pele:

  • Lifting: o método segue o mesmo princípio de um lifting, levantando a expressão e reduzindo rugas e marcas de expressão. Para isso, utiliza preenchimentos com ácido hialurônico.

  • Diferencial: o ácido hialurônico é já muito utilizado em preenchimentos, porém, a diferença é que no MD o especialista consegue tratar o rosto como um todo, diferente do botox, por exemplo, mais comum na testa.

  • Codificação: para saber onde aplicar o ácido, o médico explica que vem sendo criados códigos há mais de 20 anos, sendo que os primeiros 8 pontos (The 8 point lifting) surgiu em 2010. Cinco anos depois, um livro aprofundou a técnica e há hoje mais de 20 mil médicos aptos a aplicar o método.

  • Recuperação: ao contrário de um procedimento cirúrgico, o MD Codes promete resultados quase imediatos e com poucos efeitos colaterais. Em geral, podem aparecer pequenas manchas roxas e leve inchaço, nada comparado a uma cirurgia.

  • Preço: um lifting convencional, que exige anestesia, cortes e recuperação, costuma custar mais de R$20 mil reais. Já o MD pode ficar entre R$5 e R$12 mil atualmente.

Sem qualquer necessidade de recuperação pós procedimento, o MD Codes ainda não se tornou uma indicação padrão nos consultórios dermatológicos, mas a tendência é que isso aconteça cada vez mais. Por contar com uma recuperação rápida e sem precisar de cortes, a expectativa é de que convença um perfil diferente de pessoas em busca de rejuvenescimento.