Como Desfazer Amizades e Se Livrar de Pessoas Tóxicas (Parte 2)

Pense nas suas amizades mais próximas, você se sente absolutamente confortável com essas pessoas? Ou sente que, talvez, essa pessoa não te faça bem? Pode ser que você esteja em um relacionamento tóxico sem perceber.

No começo da semana, começamos a falar um pouco sobre o assunto. Às vezes, a gente não se dá conta de que está se desgastando demais por alguém que não vale o esforço. E não se trata apenas de relações amorosas, mas de amigos mesmo.

Entenda melhor como identificar as pessoas tóxicas ao seu redor:

  • Pior: uma fofoquinha aqui e ali é comum, mas você tem alguém que te leva a ser sua pior versão? Algumas pessoas conseguem fazer com que outras sejam mais maldosas do que gostariam. Essas amizades podem acabar te afastando de outras. Não tenha medo de se afastar e ficar atento a como esse ‘amigo’ reage quando você não entra no jogo dele.

  • Esforço: quando você sente que tem que ficar constantemente impressionando alguém, algo está errado. É normal querer um pouquinho de aprovação e elogio de vez em quando, mas essa não pode ser a regra. Se você nunca se sente completo em um círculo de amizade, é provável que não seja o círculo correto para você. Pare de se sentir inseguro e dê uma nova chance para pessoas que você acha que podem ser melhores para você.

  • Necessidades: ter alguém para contar é uma via de mão dupla. Você pode ser o porto seguro de alguém desde que essa pessoa também esteja lá para você. Aprenda a dizer não se sentir que não tem essa reciprocidade. E se isso não adiantar, lembre-se que a prioridade é você e não quem não te apoia.

Vale dizer também que pode parecer que não, mas você pode viver sem esse amigo de longa data, sim. Entenda que às vezes  o que era bom há 15 anos pode não ser mais. Considere um ciclo que está se fechando, uma nova oportunidade surgindo.

E, principalmente, lembre que a melhor amizade que pode ter é consigo mesmo. Adianta nada agradar outra pessoa e se sentir mal o tempo todo.

Como Desfazer Amizades e Se Livrar de Pessoas Tóxicas (Parte 1)

Quando a gente fala em amizade, existe toda uma romantização sobre as pessoas que estão sempre por perto. No entanto, nem sempre quem você considera amigo é alguém que te faz bem. Pode ser que você esteja se esforçando por quem não vale a pena.

Em geral, estas pessoas são chamadas de tóxicas. Você convive e sofre as consequências por essa convivência frequentemente. Entretanto, nem sempre se dá conta do quanto isso não te acrescenta em nada.

Por isso, confira as dicas para perceber quem podem ser as pessoas tóxicas ao seu redor e como desfazer tais amizades:

  • Salvamento: sabe aquele amigo que sempre pede dinheiro e nunca paga? Ou que nunca sabe o que fazer sozinho? Então, essa ideia de que você precisa salvá-lo constantemente não pode continuar. Aprenda a dizer não para ver se ele permanece ou procura outra pessoa em quem se suportar.

  • Mentiras: não importa se seu amigo ou amiga nunca mentiu para você, a questão é: você já teve que mentir por ele/a? Quem te obriga a não ser honesto não te faz bem. Essa coisa de contar mentirinhas só funciona na adolescência, com adultos é sinal de que você precisa colocar um ponto final e se negar a mentir.

  • Mal Estar: existe uma lenda de que toda menina bonita sempre tem uma amiga feia, para se sentir ainda mais desejada. Se você sente algum tipo de sensação como essa, ou vive com um medo de algum conflito entre vocês, pare. Reavalie o quanto essa proximidade é verdadeira e o quanto você quer continuar nessa situação.

Como este é um assunto extenso, voltaremos a falar sobre o tema na próxima sexta-feira, 18 de agosto.

Enquanto isso, pode ser interessante começar a analisar como andam suas amizades. Você tem alguma pessoa que te incomoda mais do que conforta quando estão por perto? Sente que está mantendo um relacionamento mais por obrigação ou hábito do que qualquer outra coisa?

Vale dizer também que você deve avaliar também sua relação com familiares. Infelizmente, parentes também podem ser tóxicos.

Bolo de Aniversário Pode Espalhar Bactérias?

Não tem uma pessoa que não tenha olhado para um aniversariante assoprando velinhas sem pensar nas bactérias que pode estar espalhando. E um estudo norte-americano resolveu avaliar justamente isso. Essa tradição pode aumentar as bactérias em 1400%!

Mas, calma, não precisa eliminar esse hábito das suas festas.

Bactérias no Bolo de Aniversário

A pesquisa realizada pela Universidade de Clensom revelou que o aniversariante vai aumentar as bactérias presentes no bolo através de uma avaliação com uma festa montada para o estudo.  Após o indivíduo assoprar as velas, a colônia de bactérias aumentou significativamente. No entanto, não a ponto de causar alguma doença.

Na verdade, nosso próprio organismo conta com 40 trilhões de bactérias, a maioria no tubo digestivo. E aumentar essa quantidade não é relevante. O problema está na possibilidade do aniversariante estar com alguma doença contagiosa.

Caso a pessoa que sopre as velinhas tenha alguma doença, as chances de algum convidado se contagiar aumenta, mas não é certeira.

Protegendo-se das Bactérias

Se você tem uma imunidade baixa, pode ser interessante aumentar sua proteção contra as bactérias. Isso pode ser feito de maneiras simples do nosso dia a dia. Muita gente, por exemplo, não lava as mãos adequadamente. Usar muita água e sabonete é sempre essencial, lembrando também que o antebraço faz parte da higiene. Não basta apenas limpar os dedos.

Para quem vai a uma festinha de aniversário, porém, pode ser mais fácil desencanar das possibilidades de ficar doente. Caso o aniversariante esteja com algum vírus, pode ser interessante dar uma dica sobre o bolo. Afora isso, se você tiver alguma condição que peça cuidado extremo com bactérias, pode ser mais fácil ficar em casa.

De resto, fique tranquilo porque seu corpo convive com bactérias e precisa delas.

Superstições do Mês de Agosto

Desde sempre a gente ouve que agosto é o mês do desgosto. E o mês do cachorro louco. E muitas outras coisas. Para quem não acredita, é um mês como outro qualquer. Já para algumas pessoas, é o mês das superstições.

Em geral, uma superstição só tem valor se você cresceu aprendendo e acreditando em seu poder. Pode ser que você passe por baixo de uma escada e nem se dê conta. No entanto, caso tenha medo de passar e seja inevitável, vai creditar sua falta de sorte a esse fato. Você é assim?

Se for, fique atento às 3 principais superstições do mês de agosto, que está apenas começando:

  • Casamento: você já reparou como quase ninguém casa em agosto? Este costuma ser o mês mais evitado por noivos e noivas, acreditando que se trata de um mau agouro para celebrar uma união. A maioria dos casais prefere adiantar ou adiar as bodas para setembro, evitando qualquer chance do relacionamento não dar certo.

  • Cabelo: muitos profissionais de beleza falam sobre como as fases da lua afetam o crescimento dos fios, mas é comum também evitar completamente o salão durante este mês. Na Argentina, acredita-se que não se deve sequer lavar os cabelos durante agosto. Para nós, brasileiros, a superstição manda não cortar os fios, com o risco de ficarem feio e terem um crescimento muito ralo.

  • Inveja: sem dúvida, este é o mês em que as pessoas mais se protegem do olho grande alheio. E isso começou com uma lenda sobre a criação dos meses. Invejoso de julho, o mês de agosto teria exigido ter 31 dias também. Assim se criou a ideia de que se trata de um mês em que a inveja tem mais poder se você não se cuidar.

Vale repetir que as superstições só têm força se você acreditar nelas. Caso você esteja precisando de um corte de cabelo e nunca sequer tenha pensado no azar de aparar os fios nesse mês, vai passar imune a ele. Caso tenha essa preocupação, prefira ter um pouquinho de paciência e esperar. Afinal, nossa mente tem um grande poder sobre nós.

10 Dicas Simples Para Descomplicar Sua Vida (Parte 2)

Você já pensou em quantas vezes deixou de fazer algum coisa por medo de dar errado? Esse tipo de coisa pode tornar sua vida mais complicada do que o necessário.

Claro que não dá pra ter uma vida 100% descomplicada o tempo todo, mas há situações que podem ser evitadas. Basta que você tenha um pouco de disciplina e não se prenda tanto ao que não pode dar certo.

Veja mais 5 dicas simples de como descomplicar sua vida:

Não Gosta de Algo? Diga.

Ficar guardando seus sentimentos pode tornar sua rotina mais pesada. Não vamos dizer que você precisa ser absolutamente sincero a ponto de magoar os outros, mas é interessante não esconder aquilo que te desagrada.

Gosta de Algo? Cultive.

Sabe aquelas coisas que nos fazem bem mas que deixamos de lado? Falta tempo, dinheiro, e qualquer outra desculpa que você tenha, e você não faz mais. Pare de deixar o que você gosta de lado. Cultive bons hábitos.

Quer Algo? Peça, busque.

Não adianta ficar quietinho num canto pensando no que você quer. Você precisa fazer alguma coisa para conquistar esse desejo. Se for de pedir, peça. Se tiver que conquistar, vá atrás. Só não vale ficar esperando acontecer.

Ama Alguém? Conte.

Muitas famílias passam a vida sem declarar seu amor um pelos outros. Não precisa encher de recadinhos melosos, suas atitudes podem ser suficientes. Mas sempre que puder, fale sobre seu amor.

Quer Complicar Menos? Descomplique

Sempre que você tiver algum problema, não foque na parte difícil. Sempre olhe para o que pode ser feito antes do que está mais complicado. Encarar o problema de maneira menos negativa pode fazer com que perca menos noites de sono.

Para encerrar, vale dizer que a vida não precisa ser dificultada. Não ache que você faz parte de algum drama de novela, isso não é verdade.