Como Descobrir Se Alguém Está Mentindo

Muita gente fala por aí que estamos vivendo a era da pós-verdade, em que o que é real não importa tanto, porém, isso não quer dizer que a gente tenha que gostar de mentiras, não é? Só existe uma coisa pior do que descobrir que alguém está mentindo, não descobrir.

Para evitar que você seja aquela única pessoa enganada, é sempre importante estar atento a todos os sinais que indicam mentiras ou necessidade de que você desconfie.

  • Contato Visual: sempre que você perguntar alguma coisa e a pessoa desviar o olhar na hora de responder, desconfie. Nosso corpo é maravilhoso e sempre dá indícios de quando algo está errado. Piscar demais também pode insinuar uma mentira.

  • Expressão Facial: sabe quando você sente que a pessoa não está realmente sentindo o que está falando? Pode ser por causa de sua expressão facial, que não combina com a declaração que está sendo feita. Quem está tentando te enganar, geralmente mantém a mesma cara o tempo todo. Já quem está sendo sincero tem tendência a mudar mais as expressões.

  • Coceirinhas: só de ler a palavra coceira é super comum sentir alguma parte do corpo coçando, mas exageros podem ser um sinal de alerta. A não ser que a pessoa esteja com alguma alergia, as coceirinhas têm tudo para indicar que a pessoa está tentando se esconder enquanto fala com você.

  • Falar Alto: você já notou que sua voz fica um pouco mais aguda quando está tentando convencer alguém de algo que não é bem verdade? É porque nossas cordas vocais ficam tensas durante uma mentira e podem ser outro sinal importante de que algo está errado.

  • Mãos e Pés: esconder as mãos nos bolsos durante uma conversa não é normal. Mesmo quando está super frio, o mais natural é ficar gesticulando de alguma maneira. Pode ser um indício de nervosismo. Se não tiver certeza, dê uma olhadinha para os pés. Se estiverem em direção à porta, isso pode indicar que a pessoa está preparada para fugir de você rapidamente.

Para encerrar, vale lembrar de outro clássico de qualquer mentiroso, ficar tossindo ou com muito pigarro. Isso acontece porque aumenta a quantidade de muco na garganta quando surge alguma ansiedade ou nervosismo anormal.

Ou seja, se você está desconfiado de alguém, não hesite em analisar todas suas atitudes. Isso pode fazer com que você descubra a verdade.

Sal Rosa do Himalaia: Herói ou Vilão?

Assim como na moda, de tempos em tempos surge aquela moda também na dieta. E o grande queridinho do momento é o Sal Rosa do Himalaia. O problema é que este alimento tem sido tão criticado quanto adorado. Afinal, será que é um herói ou vilão da nossa alimentação?

Chamado também de sal gourmet, o sal rosa do himalaia é apontado como uma opção mais saudável ao sal convencional. Entenda melhor os pontos positivos e negativos:

  • Nutrientes: o sal rosa possui cerca de 85 minerais, o que é apontado como seu grande ponto forte, além do fato de não ser refinado. Contudo, tais nutrientes, como cálcio, potássio e ferro, também estão presentes no sal marinho. E outros elementos aparecem em quantidade irrelevantes.

  • Sódio: o excesso de sódio é o grande vilão da nossa alimentação, favorecendo o aumento da pressão arterial, causando inchaço, entre outros. No entando, a quantidade de sódio no sal refinado é de cerca de 400mg, sendo que no sal rosa, está em torno de 350 a 300 mg, diferença muito pequena.

  • Preço: um quilo de sal convencional não passa de R$5, enquanto o sal rosa do himalaia pode custar até mais do que 40 reais. A diferença é muito grande para poucos ou nenhum benefício.

  • Alimentos: tem surgido também alimentos salgados com sal rosa, prometendo ser mais saudáveis. Entretanto, é preciso avaliar os rótulos para analisar se os demais ingredientes também não são refinados e com presença de conservantes. Isso é mais relevante do que o sal.

  • Quantidade: o grande problema da alimentação brasileira não está na qualidade do sal, mas na quantidade utilizada. A Organização Mundial da Saúde recomenda uma quantia de até 10g por dia por pessoa e a maioria das pessoas consome o dobro disso.

Se utilizar o sal rosa do himalaia te faz ter uma melhor consciência do que está colocando no prato, pode considerá-lo um aliado. Agora, se está confiando apenas nele para conquistar mais saúde, é hora de repensar seus hábitos alimentares, já que rosa ou não, apenas o sal não vai fazer milagres.

Dá Pra Saber o Sexo do Bebê Usando Bicarbonato?

De tempos em tempos surge ou ressurge aquela moda que não faz muito sentido, mas que todo mundo tenta. E esse, sem dúvida, é o caso do uso de bicarbonato para descobrir o sexo do bebê.

Em geral, as mães precisam esperar 3 meses para conseguirem saber se terão um menino ou uma menina. No entanto, existe o boato de que um simples teste caseiro pode dar essa resposta. Será que é verdade?

Descobrir o Sexo do Bebê com Bicarbonato

Super conhecido nos EUA, o teste com bicarbonato é super simples. Basta guardar parte da primeira urina da manhã e colocar 2 colheres de bicarbonato de sódio. Se a mistura efervescer, é porque, em tese, você está grávida de um menino. Caso o líquido permaneça da mesma forma, você terá uma menina.

Sem comprovação científica, o teste costuma ser elogiado por várias mães, que afirmam ter descoberto o sexo do bebê dessa forma. Entretanto, não existe qualquer explicação para que essa técnica seja considerada confiável.

Quando Descobrir o Sexo do Bebê

Para muitas pessoas, descobrir o gênero do bebê é uma absoluta prioridade, com semanas de ansiedade até o resultado. Festas de revelação tem se tornado super comuns e uma parte da gestação. Mas isso não quer dizer que você precise esperar para começar o enxoval.

Apesar da tendência de festejar a descoberta do sexo do bebê, tem crescido o número de pais que preferem esperar até o nascimento. Comprar roupinhas de cores neutras é algo que tem se popularizado bastante.

Como nem toda menina precisa usar rosa e nem todo menino necessita de cores azuis, é cada vez mais natural optar por tons amarelos, brancos, verdes, entre outros. Iniciar o enxoval enquanto não se pode fazer o exame laboratorial pode ajudar na ansiedade. Mas se você não se aguenta, o teste com o bicarbonato pode ser uma brincadeira divertida.

Consumo de Carne Atrapalha o Nosso Humor?

Semana passada, o ator Dado Dolabella, conhecido por ter agredido Luana Piovani, resolveu dizer que o consumo de carne vermelha foi um dos responsáveis por seus erros. Vegano, ele acredita que sua vida mudou depois que passou a comer apenas vegetais. Mas, será que é isso mesmo?

É bem verdade que o consumo de carne vem sendo muito atacado nos últimos tempos, contudo, suas proteínas são consideradas essenciais para o corpo humano. Para a maioria dos nutricionistas, não existe um substituto que possa garantir ao organismo a mesma quantidade de nutrientes, por isso, é importante fazer um acompanhamento na hora de aderir ao veganismo.

Dito isso, confira os verdadeiros malefícios que a carne pode causar:
  • Doenças: o problema não está necessariamente no consumo de carne, mas sim na qualidade desta carne. Estudos já comprovaram que carnes orgânicas são mais benéficas para o organismo. As que são muito processadas podem aumentar as chances de desenvolver doenças cardiovasculares e câncer.

  • Colesterol: a carne magra é considerada sempre a melhor opção. Os cortes com mais gordura possuem uma quantidade maior de gordura saturada, que aumenta os níveis de colesterol, eleve a pressão arterial e pode conter compostos carcinogênicos.

  • Humor: segundo Dado, o peso da violência por trás da preparação e criação dos animais tornava sua alimentação mais pesada, alterando seu humor e atitudes. Não existe qualquer comprovação científica a esse respeito. No máximo, o que pode acontecer é uma situação de peso na consciência para quem é defensor dos animais.

Claro que, vale dizer, nossa mente possui uma grande influência no nosso bem estar físico. Contudo, creditar erros e violências ao consumo de carne pode ser uma irresponsabilidade.

Para quem não aprova o consumo de carne vermelha, o ideal é sempre se informar ao máximo para substituir corretamente os nutrientes e investir em conhecimento sobre o assunto, para não repassar informações equivocadas.

Como Desfazer Amizades e Se Livrar de Pessoas Tóxicas (Parte 2)

Pense nas suas amizades mais próximas, você se sente absolutamente confortável com essas pessoas? Ou sente que, talvez, essa pessoa não te faça bem? Pode ser que você esteja em um relacionamento tóxico sem perceber.

No começo da semana, começamos a falar um pouco sobre o assunto. Às vezes, a gente não se dá conta de que está se desgastando demais por alguém que não vale o esforço. E não se trata apenas de relações amorosas, mas de amigos mesmo.

Entenda melhor como identificar as pessoas tóxicas ao seu redor:

  • Pior: uma fofoquinha aqui e ali é comum, mas você tem alguém que te leva a ser sua pior versão? Algumas pessoas conseguem fazer com que outras sejam mais maldosas do que gostariam. Essas amizades podem acabar te afastando de outras. Não tenha medo de se afastar e ficar atento a como esse ‘amigo’ reage quando você não entra no jogo dele.

  • Esforço: quando você sente que tem que ficar constantemente impressionando alguém, algo está errado. É normal querer um pouquinho de aprovação e elogio de vez em quando, mas essa não pode ser a regra. Se você nunca se sente completo em um círculo de amizade, é provável que não seja o círculo correto para você. Pare de se sentir inseguro e dê uma nova chance para pessoas que você acha que podem ser melhores para você.

  • Necessidades: ter alguém para contar é uma via de mão dupla. Você pode ser o porto seguro de alguém desde que essa pessoa também esteja lá para você. Aprenda a dizer não se sentir que não tem essa reciprocidade. E se isso não adiantar, lembre-se que a prioridade é você e não quem não te apoia.

Vale dizer também que pode parecer que não, mas você pode viver sem esse amigo de longa data, sim. Entenda que às vezes  o que era bom há 15 anos pode não ser mais. Considere um ciclo que está se fechando, uma nova oportunidade surgindo.

E, principalmente, lembre que a melhor amizade que pode ter é consigo mesmo. Adianta nada agradar outra pessoa e se sentir mal o tempo todo.