Menopausa e Terapia Hormonal

Com a chegada da menopausa, a partir dos 40 anos, o metabolismo feminino se transforma, causando  um importante impacto na vida da maioria das mulheres.

Algumas conseguem superar essa etapa sem ajuda de remédios ou tratamentos. Para esse grupo, os sintomas são mais fracos e muitas vezes até passam despercebidos. A não ser pelo fim da menstruação, algumas nem notam as alterações que ocorrem internamente e externamente em seu corpo.

Porém, para a grande maioria das mulheres, os sintomas da menopausa podem ser difíceis de serem vencidos. Desde os calorões até a falta de interesse pelo sexo e a pele ressecada, tudo é muito intenso, especialmente porque nessa fase essas mulheres também ficam muito mais sensíveis.

É para essa maioria que a terapia hormonal é indicada. Especialmente para aquelas em quem os sintomas são tão intensos que atrapalham a sua vida normal. Atualmente no Brasil já existem boas opções de terapias hormonais, feitas à base de estrogênio que pode ser associado ao hormônio progesterona em alguns casos.

É fundamental consultar um médico especialista, que vai analisar seus sintomas e vários outros fatores, para então determinar qual a melhor forma de administrar o hormônio no seu organismo e também quando você deve começar o tratamento, se logo quando surgirem os primeiros sintomas ou se somente após a última menstruação.

Dentre as formas mais comuns disponíveis de terapia hormonal estão as pílulas. Práticas e eficientes, seu uso pode ser interrompido facilmente. Contudo, é necessário doses maiores de estrogênio e, portanto os efeitos colaterais são maiores. Os adesivos são outra forma de tratamento, aplicados até 2 vezes por semana, permitindo que o organismo absorva lentamente os hormônios e aliviando os sintomas. Essa apresentação pode causar alergia em algumas mulheres.

Outro tipo de tratamento hormonal é feito com a aplicação de um gel cutâneo. Ele é eficiente para aliviar os sintomas desagradáveis, entretanto, sua aplicação é mais delicada.  Outros tratamentos alternativos também podem ser incorporados ao tratamento tradicional, porém sempre com a prescrição médica que vai avaliar os benefícios e as contra-indicações em cada situação em particular. Ainda existem outros tratamentos mais modernos como implantes, sprays e até anel vaginal que eliminam quase que totalmente os sintomas com efeitos colaterais mais leves.

1 pensamento em “Menopausa e Terapia Hormonal”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *