Unha Descamando é Normal?

A gente sempre pensa nas unhas como parte do processo de beleza, mas não é apenas isso. A unha descamando, por exemplo, pode ser um sinal de que sua saúde pode não estar tão bem quanto você imagina.

Mas, calma, não precisa correr para o primeiro médico que aparecer. O descamamento da unha pode acontecer por diferentes razões. E é importante que você fique atenta à sua rotina para descobrir o que pode estar acontecendo com você.

Unhas Descascando

Você está se alimentando bem? Não decidiu começar uma dieta maluca em que você quase não come? Pois é, pode ser que sua alimentação seja o motivo das suas unhas estarem descascando. É possível que seja um sinal de falta de vitaminas.

Entenda o que mais pode estar acontecendo com suas unhas:

  • Saúde: além da dieta errada, as unhas descamando podem indicar outras doenças como psoríase, hipotireoidismo, problemas renais e hepáticos, entre outros. Se o problema foi insistente, consulte um dermatologista e ele lhe dará o encaminhamento correto.

  • Micose e Alergia: na maioria dos casos, é possível que seu problema esteja em algo mais simples, como uma alergia ou micose. Nesse caso, uma pomada pode ser suficiente para corrigir o problema.

  • Produtos: por mais que a gente queira testar todas as novidades, nem tudo faz bem para nossas unhas. Alguns removedores e acetonas são péssimas para a saúde das unhas, então não se deixe levar pelo preço e procure produtos de qualidade.

  • Unhas Postiças: temos procedimentos cada vez mais modernos para alongar as unhas, então chegou a hora de abandonar de vez as postiças. Elas impedem a respiração adequada do local e podem causar o descamamento, já que deixam as unhas mais fracas.

Para encerrar, vale dizer que você precisa dar um tempo para suas unhas de vez em quando. Tudo bem que é difícil deixar sem esmalte, bem básicas, mas é importante para você. Escolha um dia da semana para deixá-las ao natural e permitir que respirem adequadamente.

Pode Usar Cera Quente No Rosto?

A moda agora permite que as sobrancelhas sejam mais grossas do que alguns anos atrás, mas isso não significa que o formato natural não precise de uma forcinha. E é quando surge a dúvida, dá pra usar cera quente no rosto e tirar os pêlos indesejados ou não?

Há algum tempo, acreditava-se que o uso regular de cera quente poderia causar flacidez. No entanto, aos poucos, isso tem se provado um mito. A verdade é que, principalmente sem cuidados, a flacidez vai acontecer ao longo dos anos. Tudo depende de como você trata sua pele.

Entenda melhor como usar a cera quente com segurança no seu rosto:

  • Temperatura: mais do que o futuro, é essencial se preocupar com o agora. Ao invés de ficar especulando os efeitos da cera na sua pele a longo prazo, é importante que você priorize a temperatura adequada na hora de aplicar em seu rosto. É essencial que o calor não seja incômodo para a pele e nem que esteja muito fria.

  • Manchas: existe a chance de a pele depilada com cera quente ficar mais escura? Existe. Porém, isso acontece geralmente com quem faz uso de algum tipo de ácido na pele do rosto. Por isso, é necessário conversar com o profissional responsável pela aplicação para definir o que é melhor para você.

  • Flacidez: uma boa depiladora sempre vai lembrar de tensionar sua pele na hora da puxada da cera. Isso vai fazer uma grande diferença para que a flacidez não seja afetada. Mas mesmo que você não tenha feito isso sempre, é interessante lembrar que você depila cada região a cada 15 ou 20 dias. Ou seja, não é um esforço que sua pele não possa aguentar.

  • Alergia: nem todo mundo consegue utilizar o mesmo tipo de cera. É comum quem sofra com bolinhas de alergia depois da depilação, principalmente. Avalie com cuidado os efeitos e procure um dermatologista se o problema for frequente. Pode ser que uma pomada pós depilação ajude.

  • Alternativas: como a pinça pode ser um pouco cruel, uma boa alternativa para a cera é a depilação com fio. A dor ou desconforto são inevitáveis, contudo, se trata de um método igualmente rápido e eficiente.

Claro que, vale dizer, o ideal é que você tenha um bom profissional na hora de depilar o rosto com era. No caso do buço, você pode até fazer em casa sem problemas, mas em se tratando de sobrancelha, talvez valha a pena investir e pagar pelo serviço. A segurança da sua pele deve ficar em primeiro lugar.

Lábios Rachados

Além da pele ressecada e da caspa que pode aparecer por causa da água quente, o inverno também traz lábios rachados. Infelizmente, é um problema bastante comum para muitas pessoas.

As rachaduras nos lábios costumam aparecer porque a pele da região é mais fina do que o resto do rosto, sem glândulas sebáceas. Assim, como o ar fica mais seco e surge o frio, a região acaba desidratando mais facilmente.

O ideal é tentar prevenir e cuidar dos lábios antes das rachaduras aparecerem.

Veja quais cuidados tomar:

  • Hidratantes: é essencial que você mantenha sua boca hidratada o tempo todo. Utilize hidratantes labiais que tenha lanolina, vitamina E, pantenol e ceras vegetais. Também lembre-se de usar protetores labiais, de preferência por cima do batom. Evite o uso de gloss.

  • Pomada: uma maneira de manter a pele hidratada de um dia para o outro é aplicar pomadas na boca durante a noite. A pomada bepantol, por exemplo, é um daqueles segredinhos que valem a pena investir.

  • Água: no inverno, por causa do frio, temos mais dificuldade em beber água e isso é péssimo para nossa hidratação. Vale a pena usar um aplicativo ou lembrete para não esquecer de se hidratar regularmente.

  • Compressa: se o seu lábio já estiver rachado, faça compressas com chá de camomila frio, vai ajudar a reduzir a inflamação e melhorar o desconforto. Utilize pomadas para regenerar a pele mais rapidamente.

  • Tratamento: se os seus lábios demorarem a melhorar ou piorarem mesmo com pomadas e cuidados, procure um médico dermatologista. Pode ser preciso fazer um tratamento mais específico, como estimular a produção de colágeno na região.

Quanto mais cuidado você tomar com sua pele, maiores as chances de você não sofrer tanto com o problema. Não espere o frio te pegar de surpresa, comece a utilizar cremes e pomadas no rosto, cuidando para evitar o ressecamento.

Cabelo Caindo, o Que Fazer?

Toda pessoa de cabelos compridos sabe bem como fica o ralo do banheiro depois de alguns dias se não limpar. Sentir os cabelos caindo pode ser super normal, mas desde que seja uma quantidade pequena. Se chamar atenção, é porque algo está errado.

Antes de qualquer coisa, é importante entender que a queda é parte do ciclo do cabelo. São cerca de 3 a 5 anos de crescimento, algumas semanas sem crescer, e então um período de queda natural. O que você precisa ficar atento é se esse fio que caiu está com a pontinha branca. Caso a resposta seja sim, é sinal de que o cabelo caiu antes desse ciclo, o que não é normal.

Confira o que pode te ajudar quando o cabelo estiver caindo muito:

  • Higiene: muita gente acha que é preciso lavar os cabelos todos os dias e isso não é verdade. O ideal é que os fios sejam lavados quando estiverem sujos, o que varia de pessoa para pessoa. Lavar demais pode deixar fragilizado, aumentando a queda, e lavar de menos pode causar o aparecimento de fungos, por exemplo. A temperatura da água também é determinante.

  • Quebra: é importante ficar atento para o que é queda e o que é quebra. Um cabelo muito maltratado costuma quebrar mais facilmente. Nesse caso, hidratação e cuidados para recuperar os fios é o mais indicado.

  • Desembaraçar: o ato de passar o pente nos cabelos molhados pode facilitar a queda. Portanto, pode ser mais interessante apostar num bom creme desembaraçante e deixar para pentear apenas depois de secos.

  • Estresse: nosso corpo é maravilhoso e dá sinais de quando algo está errado. A queda de cabelos pode ser um sintoma de excesso de estresse. É importante avaliar as situações a seu redor para tentar descobrir se é preciso fazer uma prevenção ou um tratamento mais intenso.

  • Dieta: uma alimentação equivocada, com carência de proteínas ou outras vitaminas, pode causar a queda de cabelos. Manter uma dieta equilibrada pode fazer toda diferença.

Para encerrar, vale dizer que se seu cabelo está caindo muito, você deve procurar um dermatologista. Os shampoos anti-queda podem amenizar um pouco o problema, mas reduzem muito pouco a queda.

Você Já Ouviu Falar na moda das Sardas Brilhantes?

Algumas tendências surgem e todo mundo ama, mas tem outras… Esse é o caso das sardas brilhantes, que apesar de charmosas, não parecem ter vindo pra ficar.

Há algum tempo, falamos sobre como muitas mulheres estavam realizando o sonho de ter sardas com ajuda de maquiagem. Agora, porém, a ideia é mais extravagante. Ao invés de uma mistura de tons, são utilizadas pedrinhas brilhantes.

Isso mesmo, pedrinhas grudadas na pele!

Fazendo Sardas Brilhantes

Na verdade, não são exatamente pedrinhas de strass, como parece à primeira vista. A tendência surgiu com um lançamento da marca Mr.Kate, acostumada a lançar moda entre as blogueiras norte-americanas. As sardas falsas são feitas com uma tatuagem temporária, que se cola no rosto conforme o formato.

Nos EUA, a tal tatuagem vem sendo vendida por cerca de R$40, sendo que se tornou uma febre principalmente nas redes sociais. São muitas as modelos e fashionistas fazendo fotos e mais fotos com o visual peculiar.

Por enquanto, no Brasil ainda está sendo difícil encontrar o adesivo tattoo. Quem quer experimentar a tendência precisa recorrer às pedrinhas vendidas avulsas e tentar colar uma a uma, para conseguir o visual.

Sardas Feitas com Tatuagem

O mais impressionante, porém, é que as sardas andam tão desejadas que há quem esteja recorrendo a tatuagens de verdade para tê-las no rosto. Uma reportagem da revista Elle Canada revelou que aumentou muito o número de mulheres que vão até um tatuador profissional pedindo pelas manchinhas charmosas no rosto.

Vale dizer que é super importante lembrar que as tendências vem e vão. Logo, se você não tem tanta certeza assim que quer viver com as sardas pelo resto da vida, é melhor apostar nessas brilhantes mesmo. Ou na maquiagem. Pode ser ma boa maneira de matar a vontade e não se arrepender depois.