Dicas Para Não Se Estressar Até as Festas de Final de Ano

Faltando pouco mais de um mês para o natal, as decorações e planos para o final do ano estão a todo vapor. E para muitas pessoas, o que está se aproximando também é o estresse típico desse período.

Embora as festividades natalinas e de reveillon possam ser super agradáveis, às vezes a preparação pode ser difícil. Por isso, é importante fazer o máximo para descomplicar seus planos.

Entenda como não se estressar até as festas de final de ano:

  • Antecipe: se você tem o hábito de comprar presentes de natal, comece as compras já. Por enquanto, o ritmo nas lojas ainda está começando a acelerar e você terá mais chance de procurar promoções e não gastar tanto. Uma boa dica também é apostar em uma coisa só. Canecas personalizadas, por exemplo, são uma boa dica e facilitam muito a sua vida.

  • Orçamento: os gastos dessa época são inevitáveis, mas isso não significa que você pode exagerar e perder o controle do dinheiro. Anote tudo que você precisa e analise cuidadosamente o que é realmente necessário. Isso vai fazer uma imensa diferença no seu orçamento.

  • Divida: não tente fazer tudo sozinho. Dividir tarefas e pedir ajuda é essencial para tirar o peso das decisões e planejamentos. Ter alguém para compartilhar esse período é muito importante.

  • Acordo: muitas famílias ficam sem saber onde vão passar o natal e o reveillon até a última hora. Procure fazer acordos desde já. Ceia na casa de fulano, almoço no sicrano e assim por diante. Vai diminuir bastante o estresse de ter que lidar com vários compromissos ao mesmo tempo.

  • Relaxe: parece difícil, mas encarar a época de festas de final de ano de maneira relaxada é o melhor que pode fazer. Tente não colocar tanta tensão nas suas tarefas a cumprir e aproveitar mais o lado bom dessa época.

Caso você se sinta muito sobrecarregado nessa época, não hesite em procurar ajuda especializada. Lembre-se que sua saúde, tanto física quanto mental, é mais importante!

Como Diminuir o Estresse de Final de Ano

Essa época de final de ano é super gostosa, com reuniões e festas, porém, junto com essas comemorações, surge também o estresse. Você já notou como esse período te deixa mais preocupado o tempo todo?

Pois é, por mais que o natal tenha sido super divertido, a gente sabe que essas semanas são cheias de compromissos que não permitem que a gente aproveite direito ou consiga descansar. Por isso, é importante que você aprenda a desligar um pouco mais e a curtir o momento.

Veja como diminuir um pouco o estresse dessa época e ficar mais tranquilo:

  • Esqueça as Obrigações: seu par quer passar o feriado com a família e você quer ir viajar com seu irmão? se vocês são um casal realmente unido, tudo bem não ficarem juntos no reveillon. É importante que vocês esqueçam as obrigações e convenções sociais e comecem a pensar apenas no bem estar de ambos. Não crie problema onde não há.

  • Festas Familiares: para algumas pessoas, estar junto com os parentes significa pressão. As tias perguntando dos namoros, os tios fazendo piadas chatas e preconceituosas. Se você não quer passar por isso, ou deixe de frequentar estes eventos ou tenha uma conversa franca sobre o assunto antes.

  • Trânsito: sair de carro nessa época pode ser terrível. Se você está de recesso ou férias, aproveite para caminhar mais ou usar transporte público. Assim, você não vai precisar ficar ligado o tempo todo no que acontece ao seu redor.

  • Respiração: sempre que você sentir que o estresse está aumentando, pare tudo que estiver fazendo e respire fundo. Desligar um pouco das situações ajuda a dar mais equilíbrio.

  • Excessos: esse é um período com muita comida, bebida, gente. É fácil exceder os limites pessoais e isso pode prejudicar sua estabilidade emocional. Tente focar mais na experiência de estar encerrando o ano, pensando nos pontos positivos, do que nos excessos ao seu redor.

Vale dizer também que estas são apenas duas semanas mais movimentadas e que logo você estará de volta à rotina. Concentre no lado positivo dessa época e esqueça aquilo que te deixa nervoso. A experiência será muito mais tranquila e divertida.

Confira Ranking das Profissões Mais Estressantes

AnestesistaNão adianta, o grande mal da modernidade é o estresse. A gente parece que está preocupado o tempo inteiro, sem saber o que fazer, por onde começar, com tanta coisa por todos os lados. E isso está presente em praticamente todas as profissões e rotinas pessoais.

Para muita gente, seu próprio emprego é mais estressante de todos. No entanto, há atividades que exigem muito mais mentalmente do que outras. E foi para mostrar essa diferença entre profissões que uma publicação norte-americana resolveu reunir dados sobre os mais diversos trabalhos do mundo para descobrir o que estressa mais.

Confira a seguir se você está no trabalho que mais estressa ou não:

  • Urologista: não são apenas os homens que têm medo de ir a este médico, eles também vivem sob pressão constante.

  • Atendente de Bombeiros, Polícia, etc: imagine receber ligações desesperadas e trotes o tempo todo e ter que manter a calma?

  • Assistente de Anestesiologista: ao que parece, ser o responsável pela anestesia antes das cirurgias é algo muito pesado.

  • Enfermeiro Anestesista: e isso vale também para os enfermeiros presentes nas operações.

  • Operador de Telemarketing: relembre quantas vezes você já sentiu vontade de xingar um atendente, imagina quantas vezes por dia ele passa por isso?

  • Enfermeiro de UTI: o clima de uma unidade de terapia intensiva não deve ser o mais tranquilo para se trabalhar.

  • Dançarino: apesar de parecerem sempre muito leves, os dançarinos profissionais sofrem uma pressão profunda diariamente.

  • Obstetra e Ginecologista: além da saúde da mulher, estes profissionais ainda lidam com a responsabilidade de trazer uma nova vida ao mundo.

  • Cirurgião: ter a saúde de alguém nas próprias mãos não pode ser fácil.

  • Piloto de Avião: e levar milhares de pessoas pelos ares constantemente? Não dá pra ser uma tarefa simples.

  • Comentarista de Notícias da TV: essa é meio estranha, talvez seja pela resposta direta dos telespectadores ou medo de falar algo errado.

  • Enfermeiro Especializado em Casos Críticos: mais uma vez, ter que cuidar da vida de alguém não é exatamente muito tranquilo.

  • Assistente Social: você sofre quando vê alguém morando na rua? Imagine conviver de perto com esse e outros tipos de tristeza regularmente.

  • Especialista em Flebotomia: lidar com o sangue alheio não é comum, mas aparentemente, é estressante demais.

  • Detetive de Polícia: conviver diariamente em cenas de crime? Quem deseja isso?

E então, encontrou sua profissão na lista? Ou sua atividade não aparece no ranking? Comente sobre sua ocupação e diga porque ela te deixa estressado!

 

Atenção Plena: Você Sabe o que é Mindfulness?

MindfulnessPassamos algumas horas sem WhatsApp esta semana e muita gente ficou maluca, sem saber o que fazer. Essa situação de estresse vazio é cada vez mais comum e um dos motivos pelo qual o Mindfulness vem se popularizando.

De maneira simplista, dá pra traduzir Mindfulness como Atenção Plena, ou aquele momento em que você consegue chegar a um estado mental em que você consegue viver o presente. Conquistado através de técnicas e métodos de meditação, este conceito também é bastante aberto, com interpretações psicológicas, místicas, culturais e filosóficas.

Na prática, é possível chegar ao mindfulness com ajuda de meditação, por exemplo. Ao esvaziar a mente, você consegue focar na experiência presente, sem devaneios – nem mesmo os de mensagens no whats.

Entenda melhor como esta Atenção Plena pode ajudar seu dia a dia:

  • Simplicidade: com tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo, tudo está e parece cada vez mais complicado. As intervenções do mindfulness buscam um momento de parar e focar apenas no agora, sem deslizar por pensamentos, problemas, julgamentos, preocupações, etc.

  • Budismo: a origem do minfulness é budista, porém, não se restringe a uma religião. Cada vez mais, este estado está presente na psicoterapia, por exemplo, podendo fazer parte da terapia de aceitação e de programas de redução de estresse.

  • Tratamento: embora nada seja cientificamente comprovado, acredita-se que o mindfulness promove saúde, podendo auxiliar no tratamento de câncer, ansiedade, depressão e outros problemas que causam um volume elevado de estresse.

  • Autocura: nossa mente é tão poderosa que muita gente acredita no poder de curar a si mesmo. Alcançar um estado de atenção plena pode ser importante para que você consiga superar alguma situação pessoal.

  • Prática: você pode começar a buscar o mindfulness em casa mesmo. Escolha uma atividade do seu dia e foque inteiramente nela, sem olhar ou pensar no que acontece ao seu redor. Aos poucos, sua mente vai conseguir focar numa única atividade e focar apenas no presente.

Não estamos dizendo que o mindfulness é milagroso e nem que você é obrigado a tentar. Entretanto, em momentos de muita pressão, estresse, problemas, é importante poder parar por algum tempo e não se preocupar e se prender a nada. Você vai notar como sua mente vai ficar mais leve com o tempo.

Dicas Para Aliviar o Estresse

Alongamento_EstresseO estresse, que é cada vez mais comum no dia a dia das pessoas, pode gerar pressão alta, doença cardíaca, depressão, ansiedade e obesidade. E existem dicas práticas, consideradas naturais, para aplicação diária eliminando o estresse.

Pode parecer exagero, mas manter seu organismo em equilíbrio é essencial para sua saúde física. Quanto mais tranquilo e centrado você estiver, menores as chances de desenvolver alguma doença, já que a pressão e a imunidade, por exemplo, estão intimamente ligados ao seu estado emocional. Quem não se cuida pode acabar sofrendo algumas consequências desagradáveis.

Para que isso não aconteça, tente seguir a essas dicas simples, que podem te deixar mais saudável a longo prazo:

  • Alimentação

Com um cardápio saudável, é possível manter o bom humor e ainda ter boas fontes de energias como as proteínas e grãos integras. Dentre os alimentos indicados está o salmão, amêndoa, e blueberry. Lembrando que a cafeína em excesso pode causar ansiedade e nervoso. A vitamina B contribui para funções do sistema nervoso e cérebro, auxiliando no o relaxamento e combate contra fadiga. Na falta das vitaminas B, é comum depressão, apatia e irritação, sendo importante acrescentar no cardápio itens ricos com essa vitamina; exemplos são grãos de cereais, nozes, fígado, ervilha, feijão, ovos e produtos lácteos. O maracujá é conhecido como remédio popular em combate à insônia e ansiedade, comparada por alguns com mesma eficácia dos benzodiazepínicos, no tratamento do estresse. Mesmo sem comprovação, há afirmação da ação do maracujá elevando níveis do ácido gama-aminobutírico pelo cérebro, com menos atividade de células do órgão e relaxamento.

  • Terapias

A massagem é capaz de relaxar músculos tensos, com diminuição da dor e circulação melhorada, com efeitos positivos para a mente. E meditar, reservando de 15 a 30 minutos diariamente, é muito indicado. Existem situações em que inalar alguns aromas gera efeitos de sensação do alívio da tensão rapidamente, com elevação do humor, e diminuição da ansiedade com ajuda para concentrar-se. De acordo com os especialistas, os cheiros estimulam o sistema límbico, este que libera substâncias químicas que influenciam o cérebro, com sensação de emoção, relaxamento. Os tipos de óleos populares ideais para sentir alívio do estresse e da fadiga são alecrim, cipreste e lavanda.

  • Dicas Diárias

A atividade física regular tem funcionamento semelhante à meditação, com fornecimento do tempo para reflexão dos próprios pensamentos. E libera endorfina no cérebro, com auxílio no humor, e prevenção contra obesidade e outras doenças. Os alongamentos são essenciais também. Uma dica importante é organizar o tempo diariamente. Dessa forma, há controle sobre as atividades diárias. A lista pode auxiliar muito a rotina agitada. Apenas visualizar a desorganização pode causar instabilidade. O sono é o fator mais importante para eliminação do estresse. Quando se dorme por pouco período, há irritação, depressão e lentidão. O equilíbrio é essencial, ou seja, os exercícios físicos não devem ser realizados nas 3 horas anteriores ao sono. O banho quente é indicado, e os alimentos com triptofanos também, precursor da criação da melatonina como amendoim, figo, carboidratos, leite e banana.

Se você está se sentindo estressado, não tenha medo de mudar sua rotina e tentar acabar com aquilo que te afeta. O resultado pode ser melhor do que espera.