Melasma na Gravidez

Cada vez mais bonita em sua gestação de gêmeas, Ivete Sangalo revelou que sofre com um problema super comum; o melasma na gravidez. As manchinhas no rosto costumam aparecer em 70% das gestantes.

A gente imagina que, por ter muita fama e dinheiro, Ivete não sofreria com esse tipo de problema. No entanto, se trata de uma questão de saúde bastante inevitável.

O que é Melasma?

O melasma é uma alteração na pigmentação da pele, geralmente tendendo a deixar o rosto mais marrom. São manchas que aparecem na testa e na lateral do rosto. Quando acontecem alterações hormonais, como na gravidez, as manchas podem aparecer em intensidades variadas.

Ivete não mostrou como está seu rosto no momento e tem apelado para filtros ao gravar algum vídeo para os fãs. Ainda assim, se sente incomodada com as manchinhas.

Como Tratar o Melasma

O tratamento contra o melasma na gravidez esbarra no fato de que a gestante precisa tomar muito cuidado com aquilo que ingere ou passa na pele. Por isso, em geral, o primeiro passo é caprichar no filtro solar desde o começo da gravidez. Mas lembre-se que não é qualquer marca. É preciso conversar com seu médico.

Após a gravidez, o melasma pode sumir dentro de 1  ano. A maioria das mulheres não aguenta esperar tanto tempo e existem tratamentos paliativos para melhorar o aspecto da pele. Cremes clareadores, sessões de laser e peeling são os mais efetivos.

Prevenindo Mais Manchas

Para evitar o aparecimento de mais manchas, é essencial evitar o sol e o calor. Escolher um protetor de acordo com o tipo da sua pele e genética vai fazer uma grande diferença.

Também é essencial não se desesperar. Não dá pra sair passando um monte de produto na pele, esperando um milagre. Tratamentos naturais com argila também podem funcionar. Mas é sempre importante procurar um especialista.

Celulite – Causas e Tratamentos

A celulite é comum em cerca de 80 a 90% das mulheres, independentemente de seu peso. Sua principal característica é a aparência em relevo da pele, com o surgimento de pequenos nódulos de gordura subcutâneos, que fazem a pele a ser comparada a uma “casca de laranja”.

Apesar da aparência, a celulite não está relacionada diretamente ao excesso de peso e não traz conseqüências, além das estéticas. Vários fatores influenciam seu surgimento:

• Estilo de Vida -> falta de exercícios, estresse, tabagismo e baixo consumo de água, podem resultar em má circulação e prejudicar o fluxo linfático. A má circulação sanguínea prejudica o movimento dos demais fluidos orgânicos, que vão pressionar e comprimir veias e vasos linfáticos, deixando o organismo propenso à retenção de líquidos e ao surgimento da celulite;

• Alimentação -> a má alimentação é uma das principais causas relacionadas ao surgimento da celulite. Os maiores vilões nesse caso são: carnes gordurosas, frituras, grelhados, salgados, cafeína, álcool, bem como alimentos com grandes quantidades de aditivos químicos, que têm sido associados ao acúmulo de toxinas em várias partes do corpo. Como resultado, algumas toxinas ficam armazenadas no tecido adiposo e provocam o surgimento da celulite.

• Genética -> A predisposição à celulite parece ser uma herança genética. Estudos comprovam que o desenvolvimento da celulite pode ser rastreado de geração em geração, indicando fatores genéticos que influenciam na estrutura e composição do tecido adiposo e na formação da celulite.

• Hormônios -> Sendo a celulite um problema essencialmente feminino, acredita-se que os níveis de hormônios estrogênio e progesterona desempenham um papel determinante em seu surgimento, estimulando as células de gordura para se desenvolver e crescer em torno dos seios, coxas e nádegas.

Existem várias terapias indicadas para prevenir e combater a celulite, desde métodos físicos e mecânicos, que incluem ultra-som, termoterapia, eletrolipoforese, mesoterapia, além de tratamento farmacológico com substâncias químicas e fitoterápicos que prometem estimular a circulação e a eliminação da celulite, até a drenagem linfática, um dos métodos mais tradicionais e eficientes em seu combate.

Contudo, para eliminar definitivamente a celulite, além de optar por um dos tratamentos disponíveis, é preciso repensar seu estilo de vida, pois ele tem uma influencia definitiva na aparência de sua pele. Se você não se movimentar, não se alimentar corretamente e não beber bastante água, suas celulites vão continuar lhe acompanhando indefinidamente.

Técnicas Contra a Celulite

Um corpo bonito e saudável não é somente uma questão genética, mas também uma conquista baseada em muita dedicação, cuidado e em alguns casos, muita persistência. Isso por que, mesmo uma aparência esbelta, com o peso em dia, pode apresentar celulite, um problema que afeta a maioria das mulheres em todas as idades. E, ao contrário do que se imaginava, seu aparecimento não está relacionado apenas ao sobrepeso, mas também aos genes herdados e ao estilo de vida.

Nos últimos anos, além de cremes de ultima geração, foram desenvolvidos inúmeros tratamentos e técnicas contra a celulite, que são disponibilizados nas clinicas de estética e aplicadas por profissionais qualificados. Entre as diversas propostas de tratamento, algumas são consideradas mais eficazes pelas mulheres:

  • Drenagem Linfática -> São sessões de massagem que podem ser feitas manualmente ou com o uso de aparelhos específicos. O objetivo é ativar a circulação e promover a drenagem das toxinas que ficam alojadas entre as células, formando a celulite.
  • Eletrolipoforese -> o tratamento é realizado com o estímulo das células através de agulhas ou placas, ligadas a um aparelho que utiliza corrente elétrica. Essa técnica ajuda a ativar a circulação, facilitando a drenagem de toxinas que provocam a celulite, além de estimular os músculos, enrijecendo a região onde é aplicado.
  • Ultrassom -> nesse caso, é utilizado um aparelho próprio de ultrassom, com objetivo de quebrar as moléculas de gordura, favorecendo a eliminação das toxinas e da gordura localizada. Os resultados aparecem após 3 ou 6 semanas.
  • Isometria Eletrônica -> é um dos tratamentos mais indicados por esteticistas, sendo feito com um aparelho que tonifica os músculos, através de estimulação por corrente elétrica. O músculo se contrai repetidas vezes, durante um período de 6 a 8 segundos e depois volta ao normal, como se estivesse sendo submetido a uma sessão de musculação. O tratamento tem duração de cerca de 10 semanas, sendo realizada uma sessão por semana.
  • Bandagens -> esse tratamento, bastante comum e eficaz, é feito enrolando bandagens  nos principais pontos do corpo onde se concentra a celulite, como culotes, pernas e barriga. As bandagens são umedecidas com substâncias especiais que esquentam a pele, ativando a circulação e ajudando a diminuir o volume das células gordurosas, os resultados aparecem em média depois de 10 sessões.
  • Mesoterapia -> essa técnica consiste na aplicação de injeções de substâncias químicas diretamente sobre o local onde há celulite. A proposta é ativar a circulação, ajudar a dissolver as gorduras localizadas na região e favorecer a desintoxicação do organismo.

Remédio Para Queda De Cabelo

As mulheres, de modo geral, se apavoram toda a vez que os cabelos caem em uma quantidade um pouco maior, coisa que acontece em determinadas épocas do ano. Embora a calvície ocorra de forma hereditária apenas nos homens, são elas que mais se assustam com a possibilidade de um dia virem a ficar carecas.

Na verdade, hoje em dia os remédios para tratar ou para evitar a queda dos fios são muitos, mas antes de fazer uso de qualquer deles, é aconselhável que você procure um especialista para saber exatamente qual a causa dessa queda e poder assim tratar adequadamente. Isso por que suas causas são muitas, e vão desde as mais antigas doenças até aquelas que vieram com a modernidade, como é o caso do estresse. Além é claro de: excessivo uso de produtos químicos, cabelos mal tratados, preocupações exageradas, falta de proteínas.

Ao procurar um médico para uma sondagem das causas, não deve também ser descartado o fato de algumas mulheres usarem pílulas anticoncepcionais, pois estas, embora em casos raros, também podem ser o motivo do problema.

Mas apesar dos problemas, contamos hoje em dia com remédios como Rogaine, Tricomin, Folligen, Proprecia e vários outros que podem reduzir a queda de cabelos. Entretanto, não se deve fazer uso destes medicamentos sem antes determinar o que está causando a perda excessiva de fios. Principalmente porque a eficiência do tratamento sempre depende do uso do medicamento certo e isso somente um especialista pode determinar.

Um cabelo farto e bem tratado sempre faz muito bem para nossa auto-estima e, portanto a queda tem o efeito contrário. Existem muitos remédios caseiros e que por serem naturais não tem restrição e, podendo ser usados como preventivos ou até que se possa ter um resultado definitivo por parte de seu médico de confiança.

Dos remédios naturais, vale  uma vigorosa massagem após lavar o cabelo com água fria. Outro remédio, é um suco de alface com espinafre, na medida de meio litro por dia. Por último, entre os remédios caseiros que podem ser usados sempre sem medo, temos o leite de coco que serve para massagear os cabelos, fortalecendo os fios e ajudando no crescimento.

Tratamento Para Queda de Cabelos

Há quem defenda que uma queda de cabelo entre trinta e noventa fios por dia é considerado normal, já outros, indicam que o número deve ficar entre cinquenta e cem fios. Mas, qualquer que seja o número correto, é importante ficar atento e observar se está havendo a reposição destes fios perdidos. Caso estejam nascendo outros em substituição, pode ficar tranquila e procurar usar algum tipo de xampu que venha reduzir um pouco essa perda. Entretanto, se novos fios não estiverem nascendo para substituir os que caem, o caso merece atenção.

Existem muitos tratamentos caseiros que são indicados e que saem bem mais em conta. Há também um grande numero de tratamentos naturais, que são bastante indicados para aquelas pessoas que são adeptas da medicina natural.

É preciso levar em conta que, se o caso se apresentar mais grave do que se imagina e não existir um tratamento rápido e adequado, pode culminar na calvície total e de difícil reversão ou mesmo incurável. Por isso, é aconselhável que quando a queda alcançar um nível médio de preocupação, se busque a ajuda de um profissional competente.

A queda de cabelos pode ter inúmeras origens como estresse, carência de vitaminas, de proteínas, sais minerais, além das causas emocionais, do uso exagerado de boné e muitas outras. Além, é claro, do fator hereditário, que atinge somente os homens. Dessa forma, para que se comece um tratamento sério e que evite uma gravidade maior, é preciso antes de tudo determinar a causa do problema, para só então dar inicio ao tratamento com a indicação de um médico de sua confiança.

Além dos tratamentos caseiros e os naturais – que podemos encontrar indicação na internet, na televisão, em livros e revistas -, podemos ainda encontrar no comércio inúmeras outras opções. Loções, cremes e xampus que prometem terminar de vez com a queda de seus cabelos. Entretanto, a automedicação é hoje um problema crescente, e em alguns casos, pode acabar atrapalhando mais do que ajudando.

Precisamos ter em mente que a queda de cabelos nem sempre representa um problema sério, mesmo assim, procurar um especialista é essencial.